Seriando: 13 reasons why


O mais novo fenômeno da Netflix é a série 13 Reasons Why, baseada no livro homônimo do escritor Jay Asher, nos trás a história de uma adolescente que comete suicídio e deixa treze fitas explicando os motivos que a levaram a cometer tal ato. É uma história forte, mas por mais chocante que possa parecer nos leva a pensar sobre o assunto e mais importante, discutir sobre e ajudar pessoas que passam por momentos como a Hannah.


Sinopse

Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katherine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida – além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.


Eu ainda não li o livro em que a série se baseia, e portanto não estou aqui para falar o que é melhor, ou comparações. Vou falar sobre a série e o que eu senti nesses três dias que a maratonei.

Tudo começa na escola, onde conhecemos Clay (Dylan Minnette) um menino tímido e de poucos amigos e que quando chega em casa tem a surpresa de receber fitas de Hannah (Katherine Langford) e assim acaba descobrindo que ele foi um dos treze motivos que a fizeram cometer suicídio.

Particularmente, achei que a forma de expressão com as fitas cassetes e não de cartas ou emails deixou a história muito mais envolvente e pessoal com Hannah, o que foi um grande acerto. Acredito que poucos adolescentes nos dias de hoje sejam familiarizados com fitas cassetes e que ao ligar o “dispositivo de áudio” para ouvi-las jamais imaginaria que ali estaria a voz da colega que se suicidara semanas antes.

Durante os 13 episódios da série vamos conhecendo, nos envolvendo e acompanhando o desenvolvimento dos personagens, além de conhecer os motivos que levaram Hannah a tirar a sua vida. Desde boatos inventados na escola, fim de amizades até crimes muito graves. Tudo isso acabou moldando a vida dessa garota e colocando um fim na mesma.

Alguns dos motivos podem parecer bobos para algumas pessoas, mas o fato é que tudo acaba virando uma bola de neve, e apenas quem já viveu isso consegue ter a real dimensão sobre o que é abordado na série. Não é uma menina mimada querendo atenção, é uma menina doente, que acaba sendo atacada diversas vezes sem nenhum motivo, que acha que não faz diferença na vida de ninguém, que na verdade acredita que a vida das pessoas seria melhor sem a sua presença.

Essa série veio pra mexer na ferida que poucos conseguem falar abertamente, afinal para muitas pessoas depressão é frescura, e quem comete suicídio é fraco, é bobo, mas não, é uma pessoa que está passando por problemas e ainda que silenciosamente, grita por ajuda. Na verdade, o sentimento que a série deixa é de que pode ter uma Hannah bem do nosso lado, mas o que nós estamos fazendo por ela?

E se você assistiu a série e de alguma forma se identificou com Hannah, ou tem os mesmos pensamentos, de que a morte é a única saída, só tenho a pedir que procure ajuda, seja seus pais, amigos, ou um profissional. A sua vida é sim muito importante e só você pode decidir a diferença que vai fazer na vida das pessoas.

É uma série com cenas pesadas, violentas e que deixam uma profunda marca em quem a assiste e também deixa um final meio em aberto para uma segunda temporada, mas caso ela não aconteça, os próximos “capítulos” ficam bem definidos para a nossa imaginação.

Nota: 4,7/5

Você assistiu a série? Ou leu o livro? Me conta o que achou e o que sentiu. São reflexões importantes que podem nos fazer ajudar outras pessoas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s